terça-feira, 23 de dezembro de 2008

confederação intergaláctica e clarice em salvador

22/10/2008 – AEROPORTO DE BSB – VOLTANDO PRA VITÓRIA DE SALVADOR... DE NOVO

acho que só vou começar a entender o que está acontecendo agora, daqui a algum tempo, mas sei que as mudanças tão esperadas tanto tempo começaram e estão com seu curso em movimento já desenfreado pelo universo, as forças puxam minhas forças com seu vórtice, como o duto, o buraco de minhoca, a confederação intergaláctica atuando, o buraco negro e eu no meio do furacão quântico com amigos e pontos luminosos se tocando pelo planeta...
ainda não sei de nada mas a bahia e sua magia poderosa me arrancaram do chão, mas me plugaram à terra e continua o fluxo desembestado das partículas.
e é difícil entender ou lembrar mesmo o que se passou no espaçotempo comprimido em seis dias alucinantes a alucinados em que mais de um ano parece se sobrepor em camadas de sentido e não sentido ou direção e os orixás abençoaram e glecyara bruxa cósmica se desfez em espirais entrelaçadas
e fui clarice lispector de vestido branco e conheci o comércio e a praça da mão e dessa vez a bebedeira nem foi insana e fomos de novo no rio vermelho com carla que mudou de santo e comi acarajé reverentemente mas dormi cedo todos os dias menos a última noite pois ainda comi sanduíche de quarto solitário depois que a amiga irmã foi embora e ela me levou pra jantar na noite véspera do meu aniversário no japa e depois fomos a santo antônio festejar na varanda do bar com vista pra baía de todos os santos e conheci ainda outro capixaba que também aniversaria no dia 19, dia do sol e eu nunca tinha percebido isso, quanta luz no meu caminho/destino e eu só agradecia os presentes que acho são merecidos, hoje acho, sem culpa ou medo, considero que estou pronta pro vôo pois sei que já estou nele
e teve mesa grande na varanda e até parabéns com claudino, outro bruxo das terras do espírito santo, único capixaba legítimo e nesse dia, como disse carla, assisti o evento diário do sol se pondo no atlântico no porto da barra, pois na bahia até o por do sol é um evento e merece ser aplaudido com trilha sonora de tambores e corpos negros erigidos ao prazer dançando sua dança infernal dionisíaca e vagabunda...
e mergulhei meus últimos mergulhos dos meus 43 anos no mar de yemanjá e no dia seguinte um carro cheio de capixabas zarpou pra stella e banhei meu corpo e meus desejos nas primeiras águas dos meus 44 anos e agradeci novamente e todos choramos de emoção e beleza e embriaguez da cerveja tomada o dia todo ao sol e cantamos músicas aos berros e claudino quase perdeu o vôo e eu e carla comemos pizza e dormimos e ela foi embora antes do sol nascer
e como profetizado pelo i ching e tarô não rolou nenhum encontro romântico e nem acredito que houvesse desejo pra isso pois o encontro foi o coletivo foi o cinema foi a beleza das idéias materializadas em imagens e sons filosofia e poesia nas narrativas do real

Nenhum comentário: