sexta-feira, 17 de julho de 2009

e meu pai e o horizonte e o universo conspirando...

hoje sinto um novo hemisfério e sinto a queda do céu no mar e as ondas em slow de novo e de novo e julho virou e o ano entrou em outra dimensão sem perceber e a arte vem junto com as ondas e o meu pai está vivo e bem e o mundo pode parecer o que é pois sempre se parece o que se é, mas nunca se é só que se é, pois só é o que se parece ser... mas dias lindos de julho se sucedem e as nuvens se afastaram e o céu continua rosazul na minha ilha e hoje vi um ipê branco e não tem oráculo mais belo do que um ipê branco contra o cerúleo azul do horizonte atlântico... e agora tomo cerveja e é só prazer e sei que o lugar é um lugar e não um nãolugar ou um entrelugar e tenho orgulho que seja só prazer nesse lugar aquiagora e é só estética, pois que a ética anda precisando de remendos e a estética de uma vida construída na beleza e no amor e na amizade e na aventura infinda de estar vivo e ser real e cruel como só a vida selvagem pode ser...

sábado, 28 de março de 2009

A CAMINHO DE ATIBAIA

27/03/09

DEIXO OS CARMAS ALHEIOS PRA TRÁS NA DECOLAGEM VERMELHA DO MAGMA SOLAR SOBRE NUVENS RÁPIDAS QUE ME VEEM ENQUANTO EU AS VEJO PASSAR. E EU GOSTO DA MINHA VIDA PRA CARALHO, DA AVENTURA CAÓTICA E SEM DESTINO, DESATINO DE CURUPIRA RODOPIANDO COMO VENTO DE SACI-EXU NA ENCRUZILHADA ONDE ERGO MEU ALTAR NO ALTO DO MUNDO VENTANIA QUE NÃO PODE SER CAPTURADA POR REDES DE AMARGURA...
E AS FLORES ROXAS DOS IPÊS BRILHAM RUBRAS NA LUZ DA MANHÃ EM QUE ME DESCUBRO LIVRE.
SÃO JORGE NO PEITO MATA O DRAGÃO DA MALDADE COM SUA ESPADA FLAMEJANTE, MAS O CRIATIVO DO I CHING ME DIZ QUE O DRAGÃO COMEÇA A APARECER NO CÉU. O DRAGÃO ESTÁ NO AR... PRESTATENÇÃO, RAPAZ! A NEGADA DANÇA SUA DANÇA INFERNAL NA PRAÇA E O APOCALIPSE DA MODERNIDADE... REVOLUÇÕES MOLECULARES SACODEM OS CORPOS EM SUA CÓPULA NO FIM DOS TEMPOS DESDE O PRINCÍPIO, O ZERO ABSOLUTO... O DRAGÃO ESTÁ LIVRE!!!!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

atibaia e chove

18-01-09

e no interior de SP, no meio de um romance beatnik, eu escuto:
amor, vc ta fudida, eu te amo...